NAUSETRAT ORAL 20ml

Acessar ou Cadastrar

Possui atividade reguladora eletiva sobre o trato digestivo. Eficaz no controle de náuseas, vômitos e intolerância digestiva à medicamentos.

Descrição

FÓRMULA

Cada 100 mL contém:
Cloridrato de Metoclopramida…500 mg
Veículo, qsp…………………………100 mL

INDICAÇÃO
NAUSETRAT Solução Oral é indicado para cães e gatos no controle de distúrbios digestivos. Possui atividade reguladora eletiva sobre o trato digestivo controlando náuseas, vômitos, meteorismo, espasmos pilóricos, soluço persistente, intolerância digestiva a medicamentos.

POSOLOGIA E MODO DE USAR
Administrar por via oral, diretamente na boca do animal.
Caninos e felinos com menos de 4 kg de peso corpóreo: 2,5 mg (10 gotas), 3 vezes ao dia.
Caninos com mais de 4 kg de peso corpóreo: 10 mg (40 gotas), 3 vezes ao dia
A duração do tratamento deverá ser até o restabelecimento do animal, seguindo
critério do Médico Veterinário.
Alterações na posologia e modo de usar poderão ser feitos à critério do Médico Veterinário.

CONTRA- INDICAÇÕES
A metoclopramida é contra-indicada em animais com antecedentes de hipersensibilidade à droga.
Não aplicar em animais com obstrução ou perfuração gastrointestinal.
Não aplicar em animais com epilepsia ou que usem neurolépticos.
Não administrar junto com analgésicos narcóticos tranquilizantes, pois pode haver potencialização dos efeitos sedativos.
A metoclopramida pode aumentar os efeitos séricos da prolactina sendo contra-indicado em animais com neoplasias mamárias.
Drogas anticolinérgicas como a atropina bloqueiam a ação da metoclopramida.
Evitar o uso do produto em animais prenhes ou em casos de envenenamento.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS
Drogas que são absorvidas pelo estômago como por exemplo a digoxina, deverão ter sua absorção diminuida devido a ação da metoclopramida, enquanto que as absorvidas no intestino delgado como as tetraciclinas, podem ter sua absorção acelerada.

EFEITOS COLATERAIS
Nervosismo, inquietação, cansaço e depressão podem ocorrer em 10% dos animais tratados com metoclopramida. Com menos frequência: cefaléia, tontura, galactorréia, erupções cutâneas, incluindo urticária.
Toxicidade aguda:
Distúrbios gastrintestinais também podem ocorrer em forma de diarréia severa e de difícil controle.
Toxicidade crônica:
A constipação é muito comum com o uso prolongado da metaclopramida, mas desaparece com a suspensão do tratamento.

EFEITOS CIRCULATÓRIOS
Há citações de hipertensão após a administração de altas doses da metoclopramida; enquanto que a hipotensão pode ocorrer com administração concomitante com anestésicos.

PRECAUÇÕES
A superdosagem pode provocar sinais do tipo extrapiramidal, que consistem em sensação de inquietude. Ocasionalmente podem ocorrer movimentos involuntários de membros e face, que desaparecem com a interrupção do tratamento.

APRESENTAÇÃO
Caixa contendo 1 frasco conta-gotas com 20 mL.